Uma questão de interesses (contraditórios) na Ciência da Informação

ela "é, por natureza, interdisciplinar", especialistas?

  • Zayr Claudio Gomes da Silva
  • Marlene Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

No contexto da epistemologia da ciência da informação, em 1991, Tefko Saracevic evidencia que ela é, por natureza, interdisciplinar. No mesmo evento, Linda Smith questiona o porquê da discrepância entre o que é dito e o que é feito em relação à interdisciplinaridade. Objetiva abordar esse campo agonístico de produção da natureza interdisciplinar da área, traduzindo seus interesses contraditórios e rastreando inscrições controversas de cientistas da ciência informação estrangeiros e brasileiros (especialistas), enquanto porta-vozes da pesquisa. A partir dos Estudos da Ciência, questiona quais controvérsias científicas emergem acerca desse processo de naturalização da interdisciplinaridade, utilizando-se da noção de “inscrição” e “das modalidades de enunciação”. Como procedimento de análise, desenvolve uma “tradução” de inscrições entre essa abordagem metodológica, a fala dos porta-vozes e a literatura da área. Descreve a enunciação de uma natureza interdisciplinar da ciência da informação e interesses contraditórios com base nos anais publicados em 1992. São constatadas controvérsias científicas acerca desse processo de naturalização da interdisciplinaridade, dentre elas: “concordo plenamente”; “o surgimento da área já apontava pra isso”; “não entendo que a CI seja interdisciplinar por natureza”; “ciência é uma construção humana e não tem nada de natural”; “penso que é mais poliepistemológica”; “qualquer ciência é, ‘por natureza’ disciplinar e interdisciplinar”, dentre outras. Algumas inscrições direcionam o enunciado às suas condições de produção, outras afastam para torná-lo mais forte ou fraco, ou mesmo contrapõem-se, escapando desse processo de naturalização da interdisciplinaridade na ciência da informação via epistemologia.

Publicado
2022-06-18
Seção
Premiados do ENANCIB