PROBLEMATIZANDO A CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO

abordagem epistemológica na perspectiva etnomemorialística e identidade cultural Waiwai

Palavras-chave: Epistemologia. Etnoinformações. Etnomemória. Cultura. Etnoidentidade Waiwai.

Resumo

A temática tem sua matriz epistemológica nas Ciências Sociais pela possibilidade de diversificação de métodos e, sobretudo, pelo suporte da Ciência da Informação, tendo-a com a concepção de Ciência aberta, a qual oportuniza uma Epistemologia criativa designada de Etnopoiesi, oriunda da tese de PINHEIRO (2019). Visa refletir acerca da trilha teórico-metodológica envolvendo um objeto antropológico na Ciência da Informação. A metodologia adotada está fundamentada no paradigma antropológico-hermenêutico no esforço de compreensão da realidade ontológica do povo Waiwai e a sua cultura (matriz na antropologia), caracterizáveis pela sua esfera subjetiva e complexa. Utiliza-se da abordagem etnográfica. Buscou-se compor um corpo de pensamento, interligado a uma rede rizomática, onde os elementos teóricos e metodológicos compõem um harmonioso conjunto de investigação na perspectiva da epistemologia etnomemorialística e etnoidentidade cultural Waiwai. Concluí-se que o etnômio Waiwai da comunidade Anauá, foi caracterizado a partir de uma construção multiétnica fragmentária e complexa que perpassa por noções “traduzidas” e interpretadas nos registros etnohistóricos. O complexo processo de agregação identitária dos Waiwai perpassa também, de forma especulativa, por questões da metafísica. O contato com as missões religiosas favoreceram uma transmutação natural entre a cultura tradicional nativa e as manifestações religiosas, que geraram significativas transformações na identidade cultural deste povo.

 

Biografia do Autor

Bernardina Maria Juvenal Freire, UFPB

Doutora em Letras.

Maria da Graça de Melo Simões, UC/PT

Doutora em Ciência da Informação

Publicado
2021-04-26
Seção
Artigos Científicos