PRÁTICAS INFORMACIONAIS NO FAZER CIENTÍFICO

  • Janicy Aparecida Pereira Rocha
  • Claudio Paixão Anastácio de Paula
Palavras-chave: Práticas informacionais, Comportamento Informacional, Estudos de Usuários, Conhecimento científico

Resumo

A produção do conhecimento científico em grupos e projetos de pesquisa é, essencialmente, colaborativa e social. Nesses espaços, sujeitos informacionais executam suas atividades e, por meio delas, propagam ou refutam práticas informacionais. Essa pesquisa objetiva investigar quais são e como se constituem as práticas informacionais na produção colaborativa do conhecimento científico no denominado Projeto Febre Amarela. De caráter qualitativo, a pesquisa adota uma postura etnográfica, valendo-se das técnicas de observação e entrevista semiestruturada em profundidade para a coleta de dados. A aproximação e imersão no ambiente empírico duraram, aproximadamente, dois anos. Foram observados e entrevistados 16 colaboradores do referido projeto, selecionados mediante convite e manifestação do desejo de participar, voluntariamente, da pesquisa. A análise de dados indica que, no referido ambiente empírico, as práticas informacionais se constituem e são articuladas, propagadas ou contestadas em interações sociais durante ações informacionais rotineiras. Embora as práticas informacionais desveladas possuam certa regularidade advinda de rotinas e hábitos inerentes ao ambiente, elas emergem de tarefas situadas, da divisão do trabalho, de soluções constituídas na ação e de negociações discursivas protagonizadas pelos integrantes do grupo de pesquisa.

Publicado
2019-12-31
Seção
Artigos Científicos